01/04/15

Episódios no trabalho

O nosso armazém tem um telefone cuja extensão dá directamente para a loja. Ora, estava a je à porta do armazém ainda com a chave na fechadura quando ouve o telefone tocar lá dentro. "Timing perfeito...", pensei. Pego no auscultador e digo divertida:
- Bem, até parece que sou bruxa. 
- Boa tarde. Estou aqui no cais por causa de uma encomenda.
- A... claro, vou já. 
E assim se deixa uma miúda sem jeito. 

0 comments:

Enviar um comentário

Devaneios Lisboetas. Com tecnologia do Blogger.

Vamos devanear?

devaneioslisboetas@gmail.com

Acerca de mim

A minha foto
"Eu desejava dizer muitas coisas à rapariga que roubava livros, acerca de beleza e brutalidade. Mas o que podia eu dizer-lhe acerca dessas coisas que ela não soubesse já? Queria explicar-lhe que estou constantemente a sobrestimar e a subestimar a raça humana - que raramente me limito a estimá-la. Queria perguntar-lhe como podia a mesma coisa ser tão horrível e tão gloriosa, e as suas palavras e histórias tão nefandas e tão brilhantes", Mark Zusak em " A Rapariga que roubava livros"

Blogging.pt

Blog Portugal

A devanear comigo