24/04/15

Shopping Time!

Confessions of a Shoppaholic (2009)

Ao crescermos, acabamos por relativizar um pouco os bens materiais. Lembro-me que quando era mais nova era muito importante ter uns ténis iguais aos dos meus amigos ou um telemóvel xpto (na altura, por xpto entendia-se pelos Nokia 3310, lembram-se?). Agora, na fase adulta acabo por me sentir mais tranquila, por assim dizer. Costumo sempre fazer uma lista quando vou às compras, porque parecendo que não, faz com que não me "disperse", ou seja, que não compre coisas desnecessárias. Com a roupa, a mesma coisa. Antes de comprar mais, organizo o roupeiro, vejo o que preciso e o que posso doar. 

Há uns dias fiz uma listinha com alguns artigos e enfiei-me no Vasco da Gama com uns amigos que vieram do Algarve. Primeiro, adorei ver a expressão de um deles ao olhar para o centro comercial, pois parecia uma criança que aterrou na Disneylândia. De seguida, fiquei supreendida com a minha rapidez no que diz respeito às compras. De facto, sabia o que queria. Uma das coisas que estava na lista era um par de ténis para correr e não estivémos na SportZone durante mais de 10 minutos. Já os tinha visto no site, por isso foi: entrar, procurar, experimentar e ir para a caixa. Em contrapartida, quando acabo de pagar, oiço isto:
- Não devíamos ter vindo aqui, a culpa foi tua! - disse o A. com uns óculos de sol giríssimos na mão. 

Com isto, fiquei a pensar na importância que cada objecto tem para cada um de nós. Se gostava de ter um telemóvel mais actualizado? Não me importaria. Se gostava de ter um Mercedes? Eh pá... não seria de todo mal pensado. Mas, muito sinceramente, não sei até que ponto me iria sentir preenchida com tudo isso. 

Como diz a expressão: "Às vezes, menos é mais" :-)

1 comentário:

  1. Mais um excelente post. A clareza que trazes para a tua vida, é sem duvida uma arma importante contra qualquer tipo de contratempo. Quanto mais clareza tens em ti, e no que queres, mais facil se torna nao cometer excessos ou cair em tentaçao.

    ResponderEliminar

Devaneios Lisboetas. Com tecnologia do Blogger.

Vamos devanear?

devaneioslisboetas@gmail.com

Acerca de mim

A minha foto
"Eu desejava dizer muitas coisas à rapariga que roubava livros, acerca de beleza e brutalidade. Mas o que podia eu dizer-lhe acerca dessas coisas que ela não soubesse já? Queria explicar-lhe que estou constantemente a sobrestimar e a subestimar a raça humana - que raramente me limito a estimá-la. Queria perguntar-lhe como podia a mesma coisa ser tão horrível e tão gloriosa, e as suas palavras e histórias tão nefandas e tão brilhantes", Mark Zusak em " A Rapariga que roubava livros"

Blogging.pt

Blog Portugal

A devanear comigo