05/01/16

Novo ano


A expressão: ano novo, vida nova nunca fez tanto sentido para mim como em 2016. Larguei a minha cidade, a minha casa, o meu trabalho e comecei no melhor lugar possível, a sul, no Algarve. 

Gosto de lhe chamar o meu período sabático, um período mais que merecido e que me vai permitir perceber aquilo que quero fazer ou que não quero fazer. 

Não tenho muito o hábito de fazer resoluções nem balanços. Posso apenas dizer que o ano que passou foi um ano de conquistas, apesar dos altos e baixos claro e espero que este ano seja tão bom ou ainda melhor. 


Tenham um óptimo 2016 e que me continuem a acompanhar com meus devaneios :-)

3 comentários:

  1. Já me deixei de fazer resoluções porque acabava sempre desiludido haha. Desejo-te um óptimo ano e que tudo corra nesta mudança para terras algarvias :)

    Ricardo, The Ghostly Walker.

    ResponderEliminar
  2. Obrigado querida :D Sem dúvida que o importante é mantermos sempre o nosso foco :D

    Também fiz as minhas resoluções e comparei com as do ano passado. Incrivelmente foram poucas as que não se concretizaram :P
    Que 2016 seja mais um ano de vitórias :D

    NEW OUTFIT POST | Higher Place
    InstagramFacebook Oficial PageMiguel Gouveia / Blog Pieces Of Me :D

    ResponderEliminar
  3. Espero que 2016 seja um ano de muitas conquistas a todos os níveis (= feliz ano novo e aproveita bem o Algarve!

    ResponderEliminar

Devaneios Lisboetas. Com tecnologia do Blogger.

Vamos devanear?

devaneioslisboetas@gmail.com

Acerca de mim

A minha foto
"Eu desejava dizer muitas coisas à rapariga que roubava livros, acerca de beleza e brutalidade. Mas o que podia eu dizer-lhe acerca dessas coisas que ela não soubesse já? Queria explicar-lhe que estou constantemente a sobrestimar e a subestimar a raça humana - que raramente me limito a estimá-la. Queria perguntar-lhe como podia a mesma coisa ser tão horrível e tão gloriosa, e as suas palavras e histórias tão nefandas e tão brilhantes", Mark Zusak em " A Rapariga que roubava livros"

Blogging.pt

Blog Portugal

A devanear comigo