11/03/16

Messy Me


Sempre fui uma pessoa organizada mas, no que diz respeito ao quarto, esse adjectivo não existia até há umas semanas atrás. Reparem, eu arrumava-o claro. Deitava algumas coisas fora, colocava as coisas onde deveriam estar e pronto. Até o mês passado. Ver o meu quarto de pantanas, após um mês de ausência não me agradou muito. O meu melhor amigo viu o cenário e disse: "Bom, vamos lá arrumar isto!". Eu hesitei e sentia-me um pouco envergonhada perante aquele caos mas ele insistiu, sem me ouvir reclamar que o arrumaria sozinha mais tarde: "Anda lá!!! Vai ser giro!" Bom, não foi giro, mas senti-me muito melhor depois. Percorremos a minha secretária e vimos cada objecto que lá estava, um por um, deitando fora aquilo que não precisava. Um saco de lixo depois, tinha novamente um sítio para escrever. 

No dia seguinte, continuei a saga sozinha. O meu quarto não é grande e, ainda assim, consegui encher nove sacos de lixo - incluindo a roupa para doar. Pior que um quarto desarrumado, é um quarto cheio. E eu tinha muuuita tralha. Não deixa de ser irónico porque sempre tive aquela máxima de menos é mais, mas por algum motivo só comecei a aplicá-la agora ao meu espaço.

No fim, senti-me muito mais eu. Percebi o bem que aquela tarde com o meu buddy me fez (ele vai ficar tão vaidoso quando ler isto ai...) e a partir daí mantive a minha organização. Estão a ver aquelas pessoas que têm as chaves do carro na mão e segundos depois não sabem onde as puseram? That's me. As boas notícias é que isto se educa. Treinar a mente para se organizar. Agora andam religiosamente no bolso direito das calças. Não é no esquerdo, é no direito, sempre. 

Não quero com isto dizer que agora sou uma fadinha do lar e que tenho sempre tudo impecável. Não, às vezes a desarrumação instala-se, mas nada que não se resolva em meia hora. Pelo menos, não é excesso de coisas. É um desapego material saudável e assim vou-me manter.

Digam-me, também foram assim ou caos não é convosco? :-)  

12 comentários:

  1. Caos é comigo (= sem dúvida! hehehe

    ResponderEliminar
  2. Eu não consigo estudar no quarto com tudo desarrumado, por isso acaba por estar sempre muito bem organizado. Mas também não me considero nenhuma fada do lar, tento sempre não desarrumar muito as coisas para depois não ter tanto trabalho :P

    ResponderEliminar
  3. Completamente, querida. Acho que é o adjetivo que melhor se adequa :D

    Eu por acaso sou mega organizado mas sinto um enorme alívio quando me desfaço de coisas que já não fazem sentido e quando faço uma limpeza mais a fundo :P

    NEW BRANDING POST | Parente Ótica Médica
    InstagramFacebook Oficial PageMiguel Gouveia / Blog Pieces Of Me :D

    ResponderEliminar
  4. O caos não é comigo!

    Isabel Sá
    http://brilhos-da-moda.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  5. O caos não é comigo!

    Isabel Sá
    http://brilhos-da-moda.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  6. Também tento sempre manter as coisas organizadas e, além disso, não acumular aquilo que é desnecessário.

    r: Sim, também penso assim :)

    ResponderEliminar
  7. Eu costumo ser muito organizada, mas tenho um péssimo hábito que é acumular coisas. Guardo tudo, mesmo coisas que já não têm qualquer interesse. É algo que quero começar a mudar. Destralhar é a minha palavra de ordem para um futuro muito próximo!

    ResponderEliminar
  8. Eu cá sou muito organizada hehe

    R : É verdade, ainda sem portátil ...

    ResponderEliminar
  9. Eu sou exactamente assim... O problema é que agora moro com o meu namorado e somos os dois uma confusão - mas só numa divisão da casa, neste caso é no escritório...! Devia ganhar coragem e fazer o mesmo que tu!

    ResponderEliminar
  10. eu tenho um pouco de OCD, por isso as coisas têm que estar à minha maneira, uma coisa que tive que mudar MUITO quando comecei a viver com o Mais-que-Tudo :)

    ResponderEliminar
  11. A sensação com que se fica depois de nos livrarmos de toda a tralha é impagável. Quando era adolescente acumulava imensa coisa (bilhetes disto e daquilo e outras coisas que não interessam a ninguém), mas agora já não sou nada assim. Só guardo se for realmente importante para mim.

    ResponderEliminar

Devaneios Lisboetas. Com tecnologia do Blogger.

Vamos devanear?

devaneioslisboetas@gmail.com

Acerca de mim

A minha foto
"Eu desejava dizer muitas coisas à rapariga que roubava livros, acerca de beleza e brutalidade. Mas o que podia eu dizer-lhe acerca dessas coisas que ela não soubesse já? Queria explicar-lhe que estou constantemente a sobrestimar e a subestimar a raça humana - que raramente me limito a estimá-la. Queria perguntar-lhe como podia a mesma coisa ser tão horrível e tão gloriosa, e as suas palavras e histórias tão nefandas e tão brilhantes", Mark Zusak em " A Rapariga que roubava livros"

Blogging.pt

Blog Portugal

A devanear comigo