22/05/16

Love is....


Ter uma relação dá trabalho, ser um casal não é fácil. Na altura em que mais precisava de acreditar - porque estar com alguém não pode ser só sinónimo de dor de cabeça ou estar triste e infeliz, sabem? - oiço uma grande amiga minha dizer-me: "- Sim, ele é a minha pessoa, é com ele que quero casar e partilhar a minha vida. Claro que temos as nossas discussões, mas já não me imagino sem ele."
 
Por pouco, ia desatando a chorar à frente dela. Tenho um amigo que me disse certa vez que amar é, acima de tudo, aceitar os defeitos do outro e ser capaz de viver com eles. Só tenho uma palavra para isso: Touchée :-)

10 comentários:

  1. Lisboeta...
    Você em Portugal, e eu aqui no Brasil. Um oceano (literalmente!!!) de distância e você me faz sorrir. Aqui são 12:35 horas de um domingo quente e ensolarado, no meio do Brasil (33 graus!!!).
    Amar é mesmo isso!!!
    Touchée!!
    Gostei da expressão francesa para "tocada", com o acento correto e o duplo "e", do feminino!
    Eu morei no Japão um ano.. sabias????

    ResponderEliminar
  2. Lisboeta...
    Você em Portugal, e eu aqui no Brasil. Um oceano (literalmente!!!) de distância e você me faz sorrir. Aqui são 12:35 horas de um domingo quente e ensolarado, no meio do Brasil (33 graus!!!).
    Amar é mesmo isso!!!
    Touchée!!
    Gostei da expressão francesa para "tocada", com o acento correto e o duplo "e", do feminino!
    Eu morei no Japão um ano.. sabias????

    ResponderEliminar
  3. Na verdade, o "INTEGRAL DE MIM" é meu blog antigo....

    ResponderEliminar
  4. tão verdade... e é preciso muita paciência também xD

    ResponderEliminar
  5. Ora aqui está uma grande verdade (;

    ResponderEliminar
  6. Concordo a 100% com o que disseste. Amar é mesmo aceitar a pessoa com tudo o que vem, defeitos e qualidades.

    Marli, do My Own Anatomy 🌵

    ResponderEliminar
  7. É preciso muita paciência e muito trabalhinho para manter uma relação resultar. Uma pessoa acha que já entendeu mas eu fico sempre surpreendida com a verdadeira medida de esforço que a coisa requere. Mas uma coisa é certa, algumas relações dão mais trabalho que outras...

    ResponderEliminar
  8. Uma relação, qualquer que seja, é exactamente isso: não conseguirmos viver sem aquela pessoa que, apesar de muito diferente, é muito igual. É um equilíbrio de cedências =)
    ****

    ResponderEliminar
  9. Eu partilho a mesma opinião que a tua amiga. É verdade mesmo verdade. O meu honey pode ter os seus defeitos, mas não me imagino mesmo sem ele. Sem o riso dele ou as teimosias. Faz parte de mim, para o bem e para o mal.
    Beijinho *

    ResponderEliminar

Devaneios Lisboetas. Com tecnologia do Blogger.

Vamos devanear?

devaneioslisboetas@gmail.com

Acerca de mim

A minha foto
"Eu desejava dizer muitas coisas à rapariga que roubava livros, acerca de beleza e brutalidade. Mas o que podia eu dizer-lhe acerca dessas coisas que ela não soubesse já? Queria explicar-lhe que estou constantemente a sobrestimar e a subestimar a raça humana - que raramente me limito a estimá-la. Queria perguntar-lhe como podia a mesma coisa ser tão horrível e tão gloriosa, e as suas palavras e histórias tão nefandas e tão brilhantes", Mark Zusak em " A Rapariga que roubava livros"

Blogues à mesa

Blogging.pt

Blog Portugal

A devanear comigo