27/10/16

Tic, tac...


Para mim, o tempo é algo do mais valioso que há e não convém de todo desperdiçá-lo. Eu tenho a filosofia de que viemos ao mundo com os dias e os minutos contados e, por esse motivo, é para aproveitá-los ao máximo. 

É bastante bonita na teoria mas pode tornar-se bastante desgastante na prática.  Percebi que estava a viver esta ideia ao extremo quando fui fazer uma caminhada pela cidade por ideia da minha colega de casa. Sem objectivo, sem hora marcada para estar e foi o suficiente para me fritar a mente. Andar num passo calmo, sem pressas. Sentada num café de papo para o ar, a olhar para as pessoas à minha volta. Ou seja, algo que fazia quando era mais nova mas, com o passar dos anos, deixei de o fazer - a menos que esteja de férias, claro. 

Percebi que não podia viver assim nessa constante pressão comigo mesma. É importante não perder o foco nos nossos objectivos sem dúvida, mas não ao ponto de ficarmos stressados ou até frustrados quando não conseguimos cumprir com todas as tarefas que tínhamos planeado para esse dia. Deste modo, prometi a mim mesma tirar uma hora durante o dia para relaxar. Sem culpa, sem cumprir prazos. Quem sabe, um dia pode ser tarde demais para aproveitar estes pequenos momentos... Até agora, não está a correr mal :-)

E por aí? Também já vos aconteceu ou nem por isso?  

4 comentários:

  1. Gostava de ser assim, mas sou super workaholic xD

    Beijinho
    The-not-so-girlygirl.blogspot.com

    ResponderEliminar
  2. Sim, já me aconteceu culpar-me por não conseguir fazer tudo a que me tinha proposto em determinado momento, não apenas quando se trata de uma lista de tarefas. Somos formatados para o sucesso, uma ideia de que temos que ser capazes de fazer tudo rápido e bem. Tudo o que seja menos que isso, é fracassar. Nem sempre é fácil perceber que simplesmente não posso ser e fazer tudo. Mas essa consciencialização e a capacidade de, de vez em quando, "desacelerar" do dia-a-dia que é vivido a correr, ajudam a relaxar =)
    ***

    ResponderEliminar
  3. E o sabor fica soberbo :P

    Ai como eu gostava de ser assim ou melhor, quem me dera ter essa tua capacidade de ser tão racional nesse sentido!

    NEW TIPS POST | Nail Varnish Colours for FALL/Winter.
    InstagramFacebook Oficial PageMiguel Gouveia / Blog Pieces Of Me :D

    ResponderEliminar
  4. Precisamos de encontrar o nosso ponto de equilíbrio. É importante não desperdiçarmos o nosso tempo, mas também temos que ser capazes de abrandar.

    r: Muito obrigada! Há mesmo :o

    ResponderEliminar

Devaneios Lisboetas. Com tecnologia do Blogger.

Vamos devanear?

devaneioslisboetas@gmail.com

Acerca de mim

A minha foto
"Eu desejava dizer muitas coisas à rapariga que roubava livros, acerca de beleza e brutalidade. Mas o que podia eu dizer-lhe acerca dessas coisas que ela não soubesse já? Queria explicar-lhe que estou constantemente a sobrestimar e a subestimar a raça humana - que raramente me limito a estimá-la. Queria perguntar-lhe como podia a mesma coisa ser tão horrível e tão gloriosa, e as suas palavras e histórias tão nefandas e tão brilhantes", Mark Zusak em " A Rapariga que roubava livros"

Blogues à mesa

Blogging.pt

Blog Portugal

A devanear comigo