23/02/18

Coisas dos miúdos #2

Entro na sala de estudo e um dos rapazes pergunta:

- Catarina, qual de nós tem a caligrafia mais bonita? 

E do nada fico com dois cadernos erguidos para comparar. De repente, a terceira rapariga acaba de escrever levanta o seu caderno e diz:

- Ché, olhem para esta beleza! 

Eu juro que tentei, que pedi aos anjinhos para manter um ar sério e adulto mas não deu. Desmanchei-me a rir e eles também.

17/02/18

Cenas de família

Isto de ter amigos que são irmãos entre si é bastante interessante. Chego a casa e vejo a minha amiga a ver televisão no sofá e diz-me assim:

- O mano saiu...

Não pude esconder o meu desapontamento. Já não via o irmão dela há séculos, vim quase a correr para casa e ele não estava. De repente...

- Cucuu!!!

Sai um vulto por trás das cortinas com o maior dos sorrisos. 

Óbvio que foi uma festa e ainda ouvi a irmã a reclamar:

- Tu também és parvo. Então deixaste a carteira no móvel da entrada. Foste sair sem carteira?!

 Adoro.

09/02/18

***


Algum dia irá deixar de doer? Sim, vai. Porque é aquela coisa de já teres enfrentado pior e teres aguentado firme, por isso, desta vez vai ser canja. Até pensas que te estás a levantar e a recuperar quando, de repente, acontece algo que te deixa literalmente a tremer. 

Curada, uma ova. Shit. 

Devaneios Lisboetas. Com tecnologia do Blogger.

Vamos devanear?

devaneioslisboetas@gmail.com

Acerca de mim

A minha foto
"Eu desejava dizer muitas coisas à rapariga que roubava livros, acerca de beleza e brutalidade. Mas o que podia eu dizer-lhe acerca dessas coisas que ela não soubesse já? Queria explicar-lhe que estou constantemente a sobrestimar e a subestimar a raça humana - que raramente me limito a estimá-la. Queria perguntar-lhe como podia a mesma coisa ser tão horrível e tão gloriosa, e as suas palavras e histórias tão nefandas e tão brilhantes", Mark Zusak em " A Rapariga que roubava livros"

Blogging.pt

Blog Portugal

A devanear comigo