27/09/16

Sentes-te grato (a)?


Eu não acredito em Deus, mas acredito no destino e na força do universo. Digamos que, na minha humilde opinião, existem poucas coincidências e nada acontece por acaso. Talvez seja um pouco ingénuo mas foi esta a realidade que a vida me ensinou. Ainda assim, apesar desta filosofia, às vezes não consigo deixar de me sentir grata só porque sim. Grata por ter a vida que tenho. Não é nenhum mar de rosas (começo a desconfiar que tal coisa não existe) mas  por tudo aquilo que já conquistei; por ter pessoas que me amam ao meu lado e que me aceitam tal como sou (com os meus defeitos e neuras), de poder chamá-las de MINHA gente. 

De vez em quando, sabe bem ser uma mera espectadora e ficar a admirar tanto amor e tanta vitória. Uma amiga minha virou-se para mim há uns dias e perguntou: "Já viste como a tua vida mudou?" Desde o ter tirado a carta e ir perdendo o medo da estrada (continuo uma nódoa a estacionar) até ao ter saído de casa e mudado algumas vezes de trabalho pelo caminho. Parecendo que não, este tipo de coisas até fazem uma pessoa crescer e mudar muito. 

Talvez seja a minha atitude perante os acontecimentos que mudou. Talvez. E por aí? Também se sentem assim ou nem por isso? :-)

23/09/16

Passatempo "Caminhos Controversos"

NOVO PASSATEMPO no blog. A minha amiga Marta Sousa lançou recentemente um livro pela Chiado Editora e eu estou a OFERECER um exemplar. Para quem não conhece a Marta estudou Gestão de Ambiente e posteriormente Tradução na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa. Foi também a fundadora da Revista Escrita Criativ durante 3 anos onde divulgava textos de autores portugueses e brasileiros. Podem ler do livro aqui.

E quais as regras para participar, perguntam vocês? Ora bem. 

1º- Colocar um gosto na página de Facebook do blog (aqui)

2-  Identificar no post do passatempo 4 amigos teus. 

3º- Partilhar o passatempo no Facebook de forma pública.

4º- Preencher o formulário abaixo até ao próximo dia 24 de Outubro (é permitida apenas uma partipação por endereço de email)
  

O vencedor será escolhido aleatoriamente pelo Random.org. Boa sorte a todos e boas leituras :D


20/09/16

Kiss me

Esta fazia parte da minha infância. E eu adorava. E a vocês desse lado? Que músicas vos marcaram quando eram mais pequeninos? :-)


15/09/16

Fashion na rua


Eu e a minha colega de casa íamos tomar o pequeno-almoço à padaria. Era uma daquelas manhãs em que tinha acordado sonolenta e com muita preguiça. A muito custo vesti umas leggins e pus um casaco de ganga por cima, pelo que oiço a minha colega dizer:

- Perfeito, estás bem assim. Vamos. 

Não estando eu muito convencida, afastei o casaco e mostrei-lhe a t-shirt de pijama que dizia: "I rather be in bed". Saí à rua mesmo assim, tal era a minha moleza.

09/09/16

Cuidados a ter com gatos em casa

                                                                                                                                   A estrela cá de casa

A minha colega de casa entra no meu quarto e, antes de se atirar para a minha cama, apalpa um alto no edredão e pergunta:
- A... isto é a Shuqi (lê-se Shuki)?
- Não, é só o lençol que está por baixo.

08/09/16

Os sapatos perfeitos

                                                                                                     Heidi Klum

Nunca fui de usar saltos. Aliás, sendo "trapalhona" o meu nome do meio nem convém muito. Sou um verdadeiro íman a quedas, nódoas negras, torcer os pés, etc. No entanto, ouvi a minha madrinha gabar umas sandálias de salto da Natura que guess what... não magoam os pés. Fui investigar e lá comprei umas (podem ver aqui). 

Foi amor à primeira vista. São muito leves e giras. Aquela coisa de dizerem que nós, mulheres, adoramos sapatos? Bom, eu nunca fui muito nessa, mas naquele momento até compreendia essa ideia. Portanto, estava a je contente da vida, pronta a sair de casa com elas e a minha colega de casa olha para mim receosa: "Ai jasus, agora é que vão ser elas...". Para descer as escadas do prédio foi mesmo em slow motion. Na rua, a saga continua: "Pois, ainda por cima esta calçada é péssima para saltos", diz a minha colega dando um ligeiro chuto numa pedra. "Tu não me apareças em casa com o pé torcido!".

Posso-vos dizer que correu tudo lindamente. Aliás, só fiz uma ligeira entorse no pé uma semana depois a jogar badminton. Podia ter sido pior :-)
Devaneios Lisboetas. Com tecnologia do Blogger.

Vamos devanear?

devaneioslisboetas@gmail.com

Acerca de mim

A minha foto
"Eu desejava dizer muitas coisas à rapariga que roubava livros, acerca de beleza e brutalidade. Mas o que podia eu dizer-lhe acerca dessas coisas que ela não soubesse já? Queria explicar-lhe que estou constantemente a sobrestimar e a subestimar a raça humana - que raramente me limito a estimá-la. Queria perguntar-lhe como podia a mesma coisa ser tão horrível e tão gloriosa, e as suas palavras e histórias tão nefandas e tão brilhantes", Mark Zusak em " A Rapariga que roubava livros"

Blogging.pt

Blog Portugal

A devanear comigo