27/02/17

Em modo auto-destruição...

Em uma semana:

- Acabei com uma nódoa negra no pulso, ao espreguiçar-me de manhã. Bati com ele no estrado superior da cama e, ao fim do dia, reparei que estava negra.

- Fiquei com um arranhão a fazer sangue ao estender a roupa. Rogo sempre uma praga ao nosso estendal e, pelos vistos, as más vibrações são mútuas. 

- Desequilibrei-me na passadeira do ginásio. Tudo porque o mp3 ia escorregando e para não ficar com ele pendurado no peito, tentei dar um jeito. Quando dou por mim, estou de joelhos no tapete - que vai a alta velocidade. Resultado: joelho esfolado e as pernas negras. 

Imaginem se vivesse sozinha. Ainda acabaria inconsciente nalguma divisão da casa por ter batido com a cabeça na quina da mesa ou algo do género. 


24/02/17

This Is Us


Confesso que o trailer não me cativou muito. Pareceu-me demasiado alarido, sabem? Tenho a dizer que me surpreendeu bastante. No fundo a série fala sobre pessoas, as suas relações, os seus sentimentos e emoções, abordando problemas bem reais do quotidiano. Mostra também que o universo tem a sua magia e que, de certa forma, é importante tirarmos partido de tudo, até das más experiências. O primeiro episódio deixou-me com um sorriso no rosto. Porque o lema é: "When life gives you lemons, make lemonade." :-)

Eu recomendo.

20/02/17


Depois de anos a olhar para os ginásios com cepticismo, decidi inscrever-me num. Não é que achasse que não fossem eficazes, simplesmente a ideia de fazer exercício confinada a espaço fechado com música em altos berros não me agradava muito. Até que chegou o dia em que decidi que queria tonificar os músculos e percebi que já não tenho 15 anos e que os bollycaos que devoro, se calhar, a longo prazo ficam alapados na barriga. 

Fui, pela primeira vez, no sábado passado com a minha colega de casa, que já estava inscrita. Adorei. Ela lá me explicou como funcionam as máquinas e, no fim, ainda consegui fazer duas séries de abdominais (va lá, para quem não se mexe é muito bom!). Só senti o verdadeiro triunfo quando acordei no dia seguinte toda dorida. Vamos por isto assim: neste momento dói-me se tossir, espirrar, rir às gargalhadas. Fui greedy nos abdominais,ó se fui!  Quanto à música, os fones são os meus melhores amigos.

Aqui estou eu a abraçar a minha onda fitness. E por aí, como é? O que fazem para manter a forma? :-)

13/02/17

A lontra de serviço

A minha colega de casa teve o seu último dia de trabalho, onde costumava trazer salgadinhos lá para casa. Nessa noite, quando chega a casa, diz com o maior dos entusiasmos:

- Catarina, olha, trouxe empadas de frango, folhados de salsicha, tenho um saco cheio. 

Reparem, estávamos em grupo incluindo a minha outra colega de casa mas, por algum motivo, ela apenas se dirigiu a mim. 

Só sei que ela estendeu-me de imediato uma empada e eu deliciei-me. É que são mesmo divinais! :D 

Conclusão: tenho de controlar a minha lontrice.

07/02/17

As chapadas de luva branca



O fascínio pela Lady Gaga continua. Se, ainda há uns tempos a achava uma incompetente, esta actuação deixou-me sem palavras. Mais uma chapada de luva branca, Catarina! 

- Se ela foi excêntrica? Foi, sim senhora.
- Se ela teve a sua elegância? Teve pois.
- Se ela fez playback? Vamos pôr isto assim: nada foi artificial na sua performance.

Tiro-lhe o chapéu com esta actuação. 

06/02/17

Coisas que a minha madrinha diz

A última vez que estive com a minha madrinha foi em Agosto. Vivendo ela em Faro, não nos costumamos ver com muita frequência, apesar de irmos sempre falando. No entanto, ela está cá este mês para ter formação no seu novo trabalho. Para minha alegria, combinámos um encontro que não podia começar da melhor maneira. Ela liga-me e diz:

- Catarina, estou perdida!

Não foi difícil ajudá-la, contudo, devido ao meu terrível sentido de orientação ela acabou por seguir um caminho mais longo, onde teve que andar mais, resmungando: "Porque é que eu fui confiar numa chinesa, em vez de pôr no GPS!". Excelente observação, de facto.

Por fim, consegui avistá-la a descer a rua principal e sugeri que atravessasse na passadeira. 

- Mas... é suposto eu atirar-me para a passadeira?? 

- Pois...

- E os carros param? Ai senhores, eu sou algarvia! 

Eu tinha saudades disto. E ainda ouvi a pérola: "Tu comigo estás segura, tenho botas de biqueira de aço e, se acontecer alguma coisa, levam um pontapé com isto!" Já disse que adoro esta mulher, sem papas na língua? Além de me fazer rir à gargalhada, dá os abraços mais calorosos. Que seria de mim, sem a sua sabedoria.
Devaneios Lisboetas. Com tecnologia do Blogger.

Vamos devanear?

devaneioslisboetas@gmail.com

Acerca de mim

A minha foto
"Eu desejava dizer muitas coisas à rapariga que roubava livros, acerca de beleza e brutalidade. Mas o que podia eu dizer-lhe acerca dessas coisas que ela não soubesse já? Queria explicar-lhe que estou constantemente a sobrestimar e a subestimar a raça humana - que raramente me limito a estimá-la. Queria perguntar-lhe como podia a mesma coisa ser tão horrível e tão gloriosa, e as suas palavras e histórias tão nefandas e tão brilhantes", Mark Zusak em " A Rapariga que roubava livros"

Blogues à mesa

Blogging.pt

Blog Portugal

A devanear comigo