26/01/17

A minha veia masterchef

Sabem aquela coisa de dizerem que cozinhar é como uma terapia? Eu não ligava muito a isso até que me apanhei sozinha num fim-de-semana. Ora, tempo + boa disposição + criatividade resulta em bolo na cozinha :-) 

Encontrei uma receita de bolo de iogurte e siga. Sim, eu sei que é o mais fácil de se fazer mas, ainda assim, diverti-me à brava. Sossegadinha no meu canto, com a música ligada. 





Uma hora depois, deu isto:


Lição a reter: ignorar o pacote de farinha quando diz "sem necessidade de empregar fermento". That's bullshit. Ficou saboroso à mesma, mas o bolo não cresceu muito. Como a minha colega de casa disse: "Isso é como os shampoos e amaciadores 2 em 1. Não compras, pois não? Exacto, porque são uma treta!

Ainda assim, foi uma vitória :D

7 comentários:

  1. Que boa pinta! Adorei :) beijinho, segui-te *

    thebrunettetofu.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  2. Ahhh!!! Sim, e logo agora que o Masterchef está novamente em voga!!!

    ResponderEliminar
  3. Eu também não acredito nas farinhas que não precisam de fermento. Eu meto sempre, e em quantidades generosas!! =P Pois que eu sou pessoa para fazer bolos e docinhos, mas detesto cozinhar. Não acho que tal coisa seja uma forma de relaxamento, eu suo as estopinhas para que tudo saia 120% bem, que é mais stress que outra coisa! =P
    ***

    ResponderEliminar

Devaneios Lisboetas. Com tecnologia do Blogger.

Vamos devanear?

devaneioslisboetas@gmail.com

Acerca de mim

A minha foto
"Eu desejava dizer muitas coisas à rapariga que roubava livros, acerca de beleza e brutalidade. Mas o que podia eu dizer-lhe acerca dessas coisas que ela não soubesse já? Queria explicar-lhe que estou constantemente a sobrestimar e a subestimar a raça humana - que raramente me limito a estimá-la. Queria perguntar-lhe como podia a mesma coisa ser tão horrível e tão gloriosa, e as suas palavras e histórias tão nefandas e tão brilhantes", Mark Zusak em " A Rapariga que roubava livros"

Blogues à mesa

Blogging.pt

Blog Portugal

A devanear comigo